Adobe Reader posto, Adobe Reader morto!

Se você acompanha esse blog sabe que sou desenvolvedor da plataforma .Net, e portanto sou mais pelo lado do software proprietério, pois ganho dinheiro com isso… Gosto dos produtos da MS, e defendo eles sempre que a discussão vai pro lado filosófico e sai das questões técnicas.

Portanto, era natural que para ler PDF eu usasse o software “original”, o Adobe Reader…
Mas uma coisa sempre me intrigou nesse software, apesar de saber que ele não é apenas uma leitor, você pode desenvolver formulários com ele. É complicadinho, usa Java Script, mas funciona e,  dizem que os norte-americanos declaram o imposto de renda assim; além de ele ter uma segurança elevada no PDF usando certificados digitais, etc… E portanto,  isso faz dele um software “robusto”. Ele é robusto DEMAIS!

É extremamente grande, extremamente pesado, e extremamente chato pois de mês em mês, ou menos, baixa uma atualização de mais de 40Mb!!! Eu disse uma atualização de mais de quarenta megabytes!! Ou seja, baixa toda vez que ele faz um update um novo Adobe Reader! Uma vez,  até eu mandei um e-mail para a Adobe perguntando o porquê de o software ser tão pesado, logicamente não tive resposta.

Bom… O tempo passou e tudo isso me fez perder a paciência, ainda mais no peso quando eu quero abrir mais de um arquivo ao mesmo tempo. E decidir matar o Adobe Reader… pelo menos na minha máquina.

Eu já havia visto algumas soluções de leitores de arquivo PDF, mas nenhuma me agradou, até que ano passado vi que o Foxit melhorou muito! A interface ficou confortável, é verdade que não é parecida com a da última versão do Adobe Reader, mas não se pode ter tudo. Mas o que mais me chama a atenção é a leveza, poxa, é pequeno e muito leve, já usava nas duas últimas empresas e agora instalei aqui em casa, e estou feliz… e leve!! 🙂

Nesse caso o software livre se mostrou muito superior ao fechado, e nesse caso em específico eu faço propaganda, mate o seu Adobe Reader também!

http://www.foxitsoftware.com/