Um pouco mais sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 3

Nos primeiros dois posts sobre os novos agents do TFS e VSTS descreveu-se a instalação e configuração como build agent ou deploy agent.

Porém vários pontos ficaram em abertos, por exemplo, se eu reiniciar a VM na qual o agent está instalado, o que acontece? Quando sair uma próxima versão, como eu atualizo tudo?

Esses pontos e outros, serão vistos neste post, continue lendo!

Continue lendo “Um pouco mais sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 3”

Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 2

primeira parte dessa sequência de posts foi sobre os novos Agents do TFS e VSTS, e finalizou com um passo a passo de uma instalação e configuração  do Agent responsável pelo Build. Mas para o Fabrikam Fiber estar totalmente na vNext, além do Build, temos que entregar a infra para Release usando o novo Agent.

É o que faremos a seguir…

Continue lendo “Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 2”

Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 1

Em post anterior conhecemos a nova arquitetura de Agents para o build, ou build vNext. Esse agent foi aproveitado também para a arquitetura do Release, o substituto do Release Management, disponível agora tanto no VSTS, como no TFS 2015, a partir do Update 2.

Vamos conhecer um pouco mais do processo de setup e configuração deste Agent, para uma infra-estrutura para build e release!

Continue lendo “Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 1”

Upload de uma step para build vNext

Semana passada escrevi sobre a mudança de tasks para steps, a arquitetura de build foi totalmente alterada; portanto o que se sabia para escrever na estrutura de uma definição de build não é mais válido. Agora que o build é “scriptado”, ele é escrito em Powershell, ou até mesmo em Node.js.

Na instalação on-prem não estão disponíveis todos os steps que se encontram na versão on-line, VSTS, e mesmo assim podemos querer criar steps específicos para um cenário. Esse vai ser o tema do post de hoje.

Continue lendo “Upload de uma step para build vNext”

De Controllers e Agents para Pools e Queues na nova arquitetura de build vNext

Você, antigo administrador do TFS, já estava acostumado com a arquitetura de Controladores e Agentes que acompanha o produto desde… alguns anos!

A arquitetura antiga atendia bem a possibilidade de modularização das máquinas de build, um controlador ou vários por TPC, alguns agentes por controlador, em uma mesma máquina ou extremamente pulverizada, veja abaixo:

TFS Build Architecture

A figura mostra uma arquitetura bem maleável. E com ela é possível construir build machines específicas para um sistema, ou para uma tecnologia, ou executar builds por versões de framework. Uma limitação grande: as build machines se ligavam somente a uma TPC. Portanto empresas que optassem por segmentar o seu TFS no nível de Collections teriam que replicar a infraestrutura de build, com toda a configuração de máquina, instalação de componentes, etc…

Outra limitação, o TFS apesar de poder ser usado para desenvolvimento com outras linguagens, que não as da plataforma .Net, por exemplo Java, ou mesmo Ruby; não tinha agentes para outras plataformas como Linux ou Mac. Mesmo assim ainda era possível acionar remotamente builds em Maven rodando no Linux por exemplo… mas Mac já ficava um pouco mais complicado…

build vNext

A estratégia de Cloud da Microsoft e a aproximação com o Software Livre forçou o TFS a expandir horizontes. Como seria possível fazer o build de uma app iOS ou mesmo de um software em ASP.Net 5 (saiba mais aqui), compilando os binários para a plataforma Linux com uma arquitetura presa ao Windows?
Então muita coisa mudou, inclusive toda essa arquitetura teve que mudar! Saíram os Controllers de cena e entraram Pools e Queues. E para entender melhor esta nova arquitetura, continue lendo este post…

Continue lendo “De Controllers e Agents para Pools e Queues na nova arquitetura de build vNext”