Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 2

primeira parte dessa sequência de posts foi sobre os novos Agents do TFS e VSTS, e finalizou com um passo a passo de uma instalação e configuração  do Agent responsável pelo Build. Mas para o Fabrikam Fiber estar totalmente na vNext, além do Build, temos que entregar a infra para Release usando o novo Agent.

É o que faremos a seguir…

Continue lendo “Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 2”

Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 1

Em post anterior conhecemos a nova arquitetura de Agents para o build, ou build vNext. Esse agent foi aproveitado também para a arquitetura do Release, o substituto do Release Management, disponível agora tanto no VSTS, como no TFS 2015, a partir do Update 2.

Vamos conhecer um pouco mais do processo de setup e configuração deste Agent, para uma infra-estrutura para build e release!

Continue lendo “Ainda sobre os novos agents do TFS / VSTS! – Parte 1”

Stories Overview report no VSTS, com MS Excel e Powershell – Parte 2

Na primeira parte desta série sobre como construir um relatório Stories Overview no VSTS com MS Excel e Powershell foi explicado as diversas partes do relatório existente no template Agile do Team Foudation Server.

Nesta segunda parte será visto como buscar as User Stories, que são a parte principal deste relatório.

Continue lendo “Stories Overview report no VSTS, com MS Excel e Powershell – Parte 2”

Monitorando um backup full na base de dados do Team Foudation Server

Quando fazemos migração de versão ou um update no Team Foundation Server é comum momentos antes executarmos um backup full da base de dados, porém quando temos uma base muito grande o tempo do backup acaba ultrapassando 30 minutos e a ferramenta do TFS corta o feedback visual e te dá uma outra maneira de acompanhar o processo. Porém ela não é muito amigável. Mas felizmente desde a versão 2005 do MS SQL Server temos uma feature chamada Dynamic Management Views (DMV), e com ela temos uma outra maneira de acompanhar o backup.

Continue lendo “Monitorando um backup full na base de dados do Team Foudation Server”

Git + Powershell: “baixando” todas as branch’s após clonar um repositório

Recebi a seguinte dúvida:

Preciso levar um repositório de um team project para outro, então clonei na minha máquina e apontei para um outro remote, e fiz o push… porém as branch’s do repositório de origem não foram para o destino, o que fazer?

Quando você faz um clone de um repositório, o Git não está fazendo o tracking de todas as branch’s remotas, é preciso baixar elas para poder fazer o push de tudo. Mas se o meu repositório tem dezenas delas, como executar de uma maneira rápida? Usando o poder do Powershell.

Continue lendo “Git + Powershell: “baixando” todas as branch’s após clonar um repositório”

Hello, Raspberry Pi + Windows 10 IoT!

O Raspberry Pi, provavelmente, é o modelo de mini-computador, ou placa DIY para IoT, mais conhecida!

É fácil de usar, pois pode rodar um SO, tem conexão HDMI (!!!), USB, Ethernet (Wi-fi nativa na versão 3), saída para áudio, e até mesmo um barramento compatível com Shields Arduino! Para um iniciante é muito fácil encontrar projetos completos, passo-a-passo, de central de multimídia, por exemplo, na Internet.

E agora, para os dev’s, makers, e curiosos, temos até mesmo uma versão do Windows compatível: Windows 10 IoT!

Continue lendo “Hello, Raspberry Pi + Windows 10 IoT!”

Estendendo o Team Foundation Server ou Visual Studio Team Services

A melhor definição para Team Foundation Server é, ao invés de um servidor ou serviço, uma plataforma. Porque ele é extensível. Assim como o Visual Studio Team Services, a versão SaaS do TFS.

E por isso é possível integrá-lo facilmente utilizando a estrutura Client Object Model com código .Net.

Continue lendo “Estendendo o Team Foundation Server ou Visual Studio Team Services”

Stories Overview report no VSTS, com MS Excel e Powershell

Relatórios são o calcanhar de Aquiles do VSTS. Já escrevi sobre isso no post Adeus VSO… Olá VSTS!. Não adianta. Nuvem, zero infra, custo menor, etc… etc… Mas se o gerente não tiver como extrair métricas, ou mesmo a equipe, então não serve como acompanhamento. Não quero entrar no mérito do “me diga como me medes, que te direi como irei me comportar” (ou não direi…). Mas métricas são importantes.

Enquanto não temos o Power BI aberto e a todo o vapor, ou caso você queira aprender como extrair dados para fazer experimentações, este post é para você.

Vamos utilizar Powershell, o MS Excel, para reproduzir o mesmo relatório e por utilizá-lo com o VSTS. Ou você poderá utilizar com o TFS e ainda expandir informações apresentadas.

Continue lendo “Stories Overview report no VSTS, com MS Excel e Powershell”